10 de agosto de 2010

Os balões e os amores...


"Alguns amores se afastam do nosso alcance igualzinho ao que acontece com balões.
De repente, começa a ventar o vento que tira os sonhos do lugar,
que faz o fio da linha se desprender do dedo,
que recolhe a ponte e deixa o abismo.
Um vento soprado pela desatenção, o descuido letal para os balões e os amores.
Coragem, às vezes, é desapego. É parar de se esticar, em vão, para trazer a linha de volta.
É permitir que voe sem que nos leve junto.
É aceitar que a esperança há muito se desprendeu do sonho.
É aceitar doer inteiro até florir de novo.
É abençoar o amor, aquele lá, que a gente não alcança mais."

By Ana Jácomo, do blog CHEIRO DE FLOR QUANDO RI.
Leia aqui o texto na íntegra.

3 comentários:

  1. Que texto lindo, Thais!
    Ameiii!

    É essa coragem que as vezes falta.

    bjus!

    ResponderExcluir
  2. o grande desafio é permitir sem que eles nos leve junto...
    Muito sensivel.
    Abraço
    Priscila Lima.

    ResponderExcluir
  3. Alguns amores nunca deixam de existir dentro da gente por mais q tentemos exclui-los...
    querida obrigada pelo nome do autor vou postar.
    bjo linda! amei seu texto

    ResponderExcluir

Pense bem, pense elevado, ancore a alegria no seu coração!

 
BlogBlogs.Com.Br