25 de junho de 2009

A lenda do urso


"Certa vez, um urso faminto perambulava pela floresta em busca de alimento. Seu faro aguçado sentiu o cheiro de comida e o conduziu a um acampamento. Ao chegar lá, o urso foi até a fogueira e dela tirou um panelão de comida.
O urso a abraçou com toda sua força e enfiou a cabeça dentro dela, devorando tudo. Enquanto abraçava a panela, começou a perceber algo lhe atingindo. Ele estava sendo queimado. O urso interpretou as queimaduras pelo seu corpo como uma coisa que queria lhe tirar a comida.
Começou a urrar muito alto e, quanto mais alto rugia, mais apertava a panela quente contra seu imenso corpo.
Quando os caçadores chegaram ao acampamento, encontraram o urso morto segurando a tina de comida.

Em nossa vida, por muitas vezes, abraçamos certas coisas que julgamos importantes. Algumas delas nos fazem gemer de dor, nos queimam por fora e por dentro, e mesmo assim, ainda as julgamos importantes. Temos medo de abandoná-las e esse medo nos coloca numa situação de sofrimento, de desespero. Apertamos essas coisas contra nossos corações e terminamos derrotados por algo que protegemos, acreditamos e defendemos.

Em certos momentos da vida é necessário reconhecer que nem sempre o que parece salvação vai lhe dar condições de prosseguir.

Tenha a coragem e a visão que o urso não teve. Solte a panela!"

Roubado do PAPO CALCINHA

3 comentários:

  1. Menina, como isso mexeu comigo hoje, vc não sabe o quanto!
    Obrigada mesmo!

    Bjus!

    ResponderExcluir
  2. Comigo também! rs
    Que bom que li isso hoje.

    Olha, vi seu recadinho só hoje. Não tem problema não postá-lo aqui. Até fiquei feliz. Grata!


    Beijão

    ResponderExcluir
  3. Olá, boa noite! Através da Monique aqui cheguei.

    Bela parábola!

    É bom aqui. Parabéns!

    ResponderExcluir

Pense bem, pense elevado, ancore a alegria no seu coração!

 
BlogBlogs.Com.Br